17 de nov de 2012

Mães e Filhos




Teus filhos não são teus filhos
São filhos e filhas da vida, anelando por si própria
Vem através de ti, mas não de ti E embora estejam contigo, a ti não pertencem.
Podes dar-lhes amor mas não teus pensamentos,Pois que eles tem seus pensamentos próprios.
Podes abrigar seus corpos, mas não suas almas Pois que suas almas residem na casa do amanhã, Que não podes visitar se quer em sonhos. Podes esforçar-te por te parecer com eles, mas não procureis fazei-los semelhante a ti, Pois a vida não recua, não se retarda no ontem.
Tú és o arco do qual teus filhos, como flechas vivas, são disparados... Que a tua inclinação na mão do Arqueiro seja para alegria.
Kalil Gibran





Um comentário:

Wesley Coelho disse...

Agora, com a Nova Lei da Guarda Compartilhada, em vez da Justiça ter que decidir qual dos cônjuges litigantes seria o melhor para conceder a guarda unilateral, estudo que torna os processos demorados, passa a ser obrigatória a convivência igualitária dos menores com ambos os pais.

As novas regras são um avanço para a legislação brasileira, pois permitem aos menores, maiores vítimas de uma separação litigiosa, poderem extrair o melhor de cada genitor.

As consequências das novas regras para guarda compartilhada também acabam repercutindo na substituição da pensão alimentícia por um mecanismo bem mais avançado: a divisão das despesas dos filhos por meio de uma planilha de gastos a ser bancada pelos pais de maneira proporcional à renda.

Leia mais: http://goo.gl/I6Ei9z

#guarda #compartilhada #obrigatoria