4 de jun de 2009

Estréia HOJE às 19h00

Monólogo: FILHOS NÃO VEM COM MANUAL
Autoria e interpretação: MAYARA DE CASTRO
Direção: SUZANA LAKATOS
Supervisão do texto: ISABEL CHRISTINA GONÇALVES
Duração: 60 minutos
Quando: às 5as-feiras às 19h00 (pedimos para chegar com pelo menos 15 minutos de antecedência)
Local: TEATRO BUENOS AYRES - Rua Sergipe, 120 - Higienópolis - São Paulo
Inf. e reservas: 11 3829 8109 com Abigail ou Adriana
ESTRÉIA: Hoje 04/06/09

Sinopse: Uma avó relembrando suas histórias, principalmente seu relacionamento com os filhos Juliana e Guilherme. A ação começa nos dias de hoje e por meio de uma caixa antiga de madeira, repleta de bilhetes e desenhos recebidos de seus filhos durante uma vida inteira, a avó-personagem revive situações engraçadas e conflitos nas várias idades dos filhos.
Desde a dificuldade de ir ao banheiro até o envolvimento do filho adolescente com drogas, o distanciamento entre pais e filhos principalmente na adolescência e a culpa que a mulher sente por trabalhar fora e ter que deixar os filhos com alguém ou numa escolinha, faz deste espetáculo, uma oportunidade de se ver refletido e de poder refletir sobre essas questões que se tornam cruciais para pais, psicólogos e educadores num mundo em constante transformação.
Para tentar obter as respostas às várias questões envolvidas no relacionamento de mães e filhos, a personagem cria o “0800” um canal de comunicação que vai possibilitar a interação com a platéia.

Um comentário:

Silvia Helena disse...

Assisti à peça.

Olá a todos.

Fui assistir a peça escrita e interpretada pela atriz Mayara de Castro e confesso que gostei bastante e até me emocionei ao final.

Uma apresentação bem gostosa e que traz a cada espectador, lá presente, lembranças das várias fazes de vida. Eu não tenho filhos, mas posso imaginar a aflição e preocupação que os pais enfrentam na atualidade com as diversas questões conflitantes que brotam da noite para o dia e que, de certa forma, nos deparamos, todos, com situações de 'saia justa' complicadíssimas e que requerem sim um 0800 para socorrerem não somente aos pais, mas também aos avós, tios e também aos filhos, que em alguns casos são mais adultos do que os próprios adultos presentes ao redor deles.

Sucesso Mayara, parabéns a toda a sua equipe e que a peça alcance os objetivos desejados.

Abraços:
Silvia Helena Gonçalves